02 março 2009

As Cores da Justiça


O Tribunal da Relação do Porto desancou numa juíza de Ovar, por esta não ter aceite um requerimento em papel de cor verde e ter, ainda, multado o requerente em 192 euros.

Apesar da manifesta porrada que deu, a Relação não deixa de tratar a autora do despacho por “meretíssima juíza”, tratamento que deve corresponder a um modelo cordato de repreender alguém do meio da justiça.

Uma outra notícia – JN e Correio da Manhã – a merecer acompanhamento é a do julgamento de um pilha galinhas, marcado para 20 de Abril de 2009, que terá roubado duas galinhas em 26 de Outubro de 2007.

Não sei porquê mas acho que estas notícias têm alguma coisa em comum.

2 comentários:

JM Coutinho Ribeiro disse...

Inspirei-me neste seu post para dar cor à situação no Delito de Opinião.
Abraço, jm

JSC disse...

Ainda bem. No Delito de Opinião a coisa sempre tem outro colorido.