25 novembro 2005

A Ota

A discussão sobre a construção do novo aeroporto na Ota ainda promete fazer correr muita tinta. Toda aquela encenação a que assistimos esta semana, envolvendo entidades e parceiros que só têm a ganhar com a construção da infra-estrutura, continua a não convencer todos aqueles que gostam de argumentos sólidos e irrefutáveis antes de avançar para um investimento elevadíssimo (3 mil milhões de euros!) e que marcará de forma decisiva o desenvolvimento estratégico do país.

Entre aqueles que têm questionado a oportunidade e a bondade do investimento, destacam-se, pela solidez da argumentação, o cronista Miguel Sousa Tavares e o economista e presidente da Associação Comercial do Porto, Rui Moreira. Mas o país precisa de mais opinion makers como estes e de mais reflexão sobre um projecto que tem consequências para todo os portugueses e não apenas para a região da Grande Lisboa. As nossas elites académicas, empresariais e políticas têm a obrigação de estudar com profundidade as várias implicações do projecto e defender as suas posições com argumentos sérios, contribuindo para que a população em geral fique esclarecida e faça, ela também, o seu próprio juízo sobre o assunto.

1 comentário:

MF disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.