27 dezembro 2005

Será que não há questões mais interessantes?!...

A campanha está a aquecer. Parece mais um combate de circo do que propriamente uma campanha. Apetece dizer que os candidatos, de uma forma geral, ou não têm ideias ou não acreditam que estas possam mobilizar o eleitorado.
Começa a ser patética a importância que Mário Soares e o PS estão a dar à sugestão apresentada por Cavaco Silva para a criação de uma secretaria de Estado para acompanhar o problema da deslocalização das multinacionais. Severiano Teixeira, porta-voz da campanha de Mário Soares atirou logo a “matar”: «Cavaco Silva é um elemento de instabilidade política». Vitalino Canas também não fez a coisa por menos e denuncia um «golpe constitucional». E Mário Soares já não vai dormir descansado. Tem de tratar a questão numa conferência de imprensa e não informalmente. E como “bom samaritano” ficou preocupado com o sucesso da candidatura de Cavaco, advertindo: «Cavaco Silva sempre que abre a boca diz coisas que são inconvenientes à sua candidatura». Entretanto, o próprio Cavaco já garantiu que não fez proposta nenhuma.
Será que não há coisas mais interessantes para se debater?!...

4 comentários:

Coutinho Ribeiro disse...

Completamente de acordo, compadre.

ovo de colombo disse...

Os portugueses disparam muito, mas, em geral são tiros de polvora seca. o Sr Cavaco, ou alguem do seu staff, sabe certamente que ao PR não competirá arranjar uma secretaria de estado seja para o que for; as Marias que fazem disso cavalo de batalha tambem sabem que o sr Cavaco fez a sugestão de uma forma um pouco naif e que isso lhe deve ser perdoado...
Não seria melhor uns e outros aterem-se ao essencial?
A verdade é que Cavaco não merece o que lhe tem chamado...a verdade é que os portugueses não merecem a possibilidade de um Cavaco poder ser presidente...

Rui do Carmo disse...

Há duas coisas na estratégia dos candidatos da "esquerda" (para simplificar!) que não entendo:
1ª Fazem mais campanha anti-Cavaco do que campanha pela afirmação das suas posições;
2ª E, nessa linha, parece que querem convencer os eleitores de que o Presidente da República é um "verbo de encher".
Estarei a seguir bem a pré-campanha? Será o que a comunicação social faz passar?

Primo de Amarante disse...

Penso o mesmo que Rui do Carmo.

Além disso, parece que vivemos em dois mundos: o mundo das questões virtuais de certos candidatos e o mundo real dos problemas de meio milhão de desempregados, dois milhões de pobres e o quase desaparecimento da classe média.

Será que alguém fica chateado que um presidente da República sugira a um qualquer governo que crie uma secretaria de Estado ou outra forma qualquer de instituir o acompanhamento das multinacionais para evitar o desemprego causado pelo flagelo do deslocalização das mesmas?!...

Eu, muito embora também saiba que compete ao governo instituir-se, até sugeriria além de um secretário d Estado um chefe da Policia para não deixar sair as máquinas!!!!!

As pessoas querem que lhes resolvam os seus problemas. Este alarido só favorece Cavaco!?...

Onde está o espírito republicano para aproveitar todas as ideias para melhor servir a República?!...