06 janeiro 2009

Falar verdade

Muito embora fosse a Noite de Reis, com direito a bacalhau, vinho, rabanadas, bolinhos de chila e aletria, pois claro, ainda assim foi possível saber o que Sócrates ia dizendo na entrevista à SIC ontem à noite. Falou verdade, é o que é. Não foi isso que Cavaco pediu na mensagem de ano novo? Sócrates reconheceu as dificuldades, admitiu que vem aí a recessão técnica, porque a outra, a verdadeira, sabemos que já cá mora, mostrou energia para combater os tempos difíceis, anunciou a (esperada) candidatura a secretário-geral do PS e a disponibilidade (hélas!) para ser de novo candidato a primeiro-ministro, disse que ia pedir uma maioria absoluta aos portugueses.
Só não sei se falou verdade quando manifestou vontade de convidar Manuel Alegre para as listas do PS. Mas jogou a cartada certa. Se Alegre não aceitar o convite, ele é que se auto-exclui e Sócrates não fica com o ónus de postergar os adversários internos.
Será difícil, por este andar, travar o passo a José Sócrates.

3 comentários:

M.C.R. disse...

disse algumas verdades, omitiu fartamente. Vamos que não mentiu descaradamente. Também não teria espaço para tal e o menos que se pode dizer do homem é que burro não é. Mas convenhamos que a prestação não ultrapassou o sofrível. E estou, eventualmente, a ser generoso...

JM Coutinho Ribeiro disse...

O JCO não ouviu quase nada, que eu estava com ele e também não ouvi :-)

jcp (José Carlos Pereira) disse...

Caro amigo, a SIC Notícias repôs a entrevista depois da uma hora. Além disso, os ecos principais chegaram de qualquer forma.